READING

Vintage industrial – quando o passado é muit...

Vintage industrial – quando o passado é muito moderno

Não existe nada mais moderno no mundo hoje do que “fabricar” um móvel novo usando peças que um dia foram condenadas ao lixo. Mas atenção: não é reciclagem – o termo correto é upcycle, ou seja, dar uma função nova a uma gaveta solta, como se vê na foto abaixo, nessa “cômoda” da Ignis Industrial, loja instalada em Pinheiros, São Paulo.

Peça criada pela Ignis Industrial, loja especializada em vintage industrial e que prega o upcycle – dar vida ao que seria jogado no lixo. A tendência que está em alta na decoração é a postura que precisamos adotar em nossas vidas: menos gasto de materiais, mais consciência em relação ao planeta e valorização do design antigo

 

A combinação de ferro, aço, madeira reutilizada e – MUITO IMPORTANTE – criatividade, é a alma do vintage industrial. Não se fala em outra coisa no mundo do lifestyle e São Paulo tem ótimas lojas que vendem peças com essas características – e também pela internet!

Criado-mudo Metalo com estrutura de metal e gaveta colorida, com tampo de madeira maciça. Quer comprar? Clique aqui

 

Cabideiro Antares, um dos mais vendidos pela Ignis Industrial, de metal e madeira. Se quiser comprar, clique aqui. A marca também faz peças sob encomenda

“O vintage industrial está em alta porque as peças são quase sempre exclusivas e o cliente está valorizando isso. O conceito de que um móvel tem cicatrizes que o uso anterior proporcionou é uma história interessante”, diz Andrés Montero, do Departamento de Marketing da Ignis Industrial.

Luminária de mesa Eletrika produzida a partir de antigos isoladores elétricos de cerâmica, com base em metal e bocal de madeira. Funciona com lâmpadas 110 e 220 V. Eu adorei. Para comprar, clique aqui

A bancada de trabalho dos designers da Ignis Industrial: novas ideias para peças antigas com muita consciência sobre o mundo em que vivemos

Fachada da Ignis Industrial que fica em Pinheiros na rua Mateus Grou, 362

Não muito longe da Ignis Industrial na mesma vizinhança paulistana está o galpão À La Garçonne, que também prega o aproveitamento de peças que já existem no mercado, evitando gasto de material, combustível, horas de trabalho e prejuízo ao meio ambiente.

Capitaneada pelos empresários Fábio Souza e Alexandre Herchcovitch, o local também vende roupas criadas pela dupla que seguem a mesma filosofia do reaproveitamento de tecidos em coleções sempre disputadas – exibidas na Fashion Week e à venda também no site Farfetch.

Interior da loja À La Garçonne, dos empresários Fábio Souza e Alexandre Herchcovitch, que fica no bairro de Pinheiros, na rua Francisco Leitão, 134, e vende peças antigas e também roupas

 

A fachada da loja À La Garçonne

Outras opções em Pinheiros são a Desmobilia, também na rua Mateus Grou, e a Acervo Brutto, do profissional Marcelo Lellis.

Cabideiro Totó, da Desmobilia, criado com jogadores de pebolim antigo, uma das criações exclusivas da loja. Para comprar, clique aqui

Cadeiras Acapulco, à venda na Desmobilia, um clássico colorido da marca super criativa

Interior da loja Acervo Brutto, do profissional Marcelo Lellis, também muito interessado no garimpo de peças e suas novas utilidades. Para visitar, o endereço é rua Simão Álvares, 482, em Pinheiros

Também muito interessados em novos significados para peças antigas, a trinca Paulo Brega, Fabio Matheiski e Luciano Tartalia ocupa um galpão de 400 m2 no centro de São Paulo com a Verniz SP, e oferecem ótimas opções para profissionais do mercado e também cenógrafos interessados em locação de móveis ou peças. Só atende com hora marcada. Recentemente, “ocuparam” um endereço fixo nos Jardins, onde houve lançamento de loja virtual Fiel Discos. Não é um círculo de energia muito interessante?

O galpão da Verniz SP fica no centro de São Paulo e recentemente a marca está “ocupando” um endereço nos Jardins, onde também teve lançamento da loja de discos Fiel, que vende até fita-cassete

 

 

 

 

 


RELATED POST

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTAGRAM
PINTEREST