READING

Ettore Sottsass e a invenção do escritório moderno...

Ettore Sottsass e a invenção do escritório moderno

Ettore Sottsass (1917-2007) é um dos nomes mais importantes do design no mundo. No comando criativo da Olivetti de 1950 a 1970, o italiano desconstruiu a ideia vigente à época de que um objeto precisa estar apenas a serviço de sua função (o que pregava a Bauhaus, por exemplo). Explicando: ele pirou na criação de objetos de plástico, formas curvas para cadeiras e cores fortes como vermelho, amarelo e laranja, sempre com foco no mobiliário corporativo. Visionário, Sottsass antecipou a era de espaços compartilhados e que hoje todo mundo quer.

Cadeira projetada por Ettore Sottsass e que representa o escritório da década de 70

No ano do centenário de nascimento de Sottsass, uma parceria entre o Istituto Italiano di Cultura de São Paulo e o Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, traz ao país a exposição Sottsass Olivetti Synthesis. Trata-se da primeira mostra dedicada à linha de móveis e objetos para escritório Synthesis 45, apresentada pela fábrica Olivetti em 1972 e desenhada pelo arquiteto e designer, que depois ficaria mundialmente conhecido pela sua atuação frente ao grupo pós-moderno Memphis (1981-1987).

De plástico vermelho, a Valentine, máquina de escrever que Sottsass inventou em 1969, está na coleção do MoMA, em Nova York

A exposição chega a São Paulo após passar pela XV Bienal de Arquitetura de Veneza em 2016, dentro do showroom da Olivetti localizado na Praça de São Marcos e projetado por Carlo Scarpa, em 1958. A mostra apresenta ampla ambientação gráfica a partir dos catálogos do sistema modular, trazendo em torno de 50 peças, dentre as quais: mesas de trabalho, cadeiras, arquivos, máquinas de escrever, mesas de apoio, além de acessórios como cabideiros, porta-guarda-chuvas, lixeiras, cinzeiros e porta-canetas, todos originais da época produzidos na sede Olivetti Synthesis de Massa Carrara, na Toscana, Itália.

Objetos menores de escrivaninha, mas não menos charmosos. Quem não gosta? Eu adoro

Na realização de Synthesis 45, Sottsass e seus colaboradores – nomes como Perry King, Albert Leclerc, Bruno Scagliola, Tiger Umeda e Jane Young – redesenham a “paisagem do trabalho”, criando um modelo em que a um sistema modular se associa uma maior flexibilidade de arranjos e o respeito pela liberdade do indivíduo. Inaugura-se, assim, uma introdução à pós-modernidade na arquitetura de interiores, fruto de um rigor racionalista associado à estética transgressiva da pop-art. “Foi uma proposta, ainda para os tempos de trabalho não digitalizado como hoje, que apresentou uma nova estética para escritórios abertos, formalmente mais descontraída e colorida que os sistemas existentes até então”, diz Giancarlo Latorraca, arquiteto e diretor técnico do MCB.

Ettore Sottsass

O nome para a série de móveis Synthesis 45 vem de um sistema modular padronizado a partir da unidade de 45 centímetros. O desenvolvimento desse padrão e outros detalhes da linha são explorados no filme “Olivetti Syntheses serie 45/80”, apresentado pelo próprio Sottsass e exibido na mostra. A exposição traz também uma série de imagens de escritórios feitas pelo fotógrafo Gabriele Basilico (1944-2013), um dos mais célebres profissionais do mundo no registro arquitetônico.

Sottsass Olivetti Synthesis tem curadoria de Marco Meneguzzo, crítico de arte e professor de História da Arte Contemporânea na Accademia di Belle Arti de Brera, Alberto Saibene, historiador da cultura, cineasta e documentarista, e Enrico Morteo, arquiteto, historiador e crítico de design e arquitetura. Morteo foi também curador de outra importante mostra realizada através da parceria entre MCB e o IIC em 2008, a “Roberto Sambonet – do Brasil ao Design”, apresentando a extensa e transversal obra do designer italiano do pós-guerra, que viveu um período no Brasil tendo, inclusive, colaborado com o primeiro Masp de 1947.

Escrivaninhas commóveis conjugados projetados por Ettore Sottsass

Os curadores estarão presentes na abertura da exposição, que se insere no calendário do Italian Design Day, uma iniciativa promovida pelo Ministério das Relações Exteriores e da Cooperação Internacional da Itália para comemorar a excelência do design italiano no mundo inteiro. O Italian Design Day ocorre paralelamente à primeira jornada da 56ª edição do Salão do Móvel de Milão, de 4 a 9 de abril.

 

 

SERVIÇO

 

Sottsass Olivetti Synthesis

Abertura: dia 28 de março, terça-feira às 19h (entrada gratuita)

Visitação: até dia 14 de maio

 

Local: Museu da Casa Brasileira – Av. Brigadeiro Faria Lima, 2705, Jardim Paulistano

Telefone: (11) 3032-3727

www.mcb.org.br

 

VISITAÇÃO

De terça a domingo, das 10h às 18h
Ingressos: R$ 8 e R$ 4 (meia-entrada) | Crianças até 10 anos e maiores de 60 anos são isentos | Pessoas com deficiência e seu acompanhante pagam meia-entrada
Gratuito aos finais de semana e feriados

Acessibilidade no local
Bicicletário com 40 vagas | Estacionamento pago no local

 

Visitas orientadas: (11) 3026.3913 | agendamento@mcb.org.br | www.mcb.org.br


RELATED POST

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTAGRAM
PINTEREST