Soy loco por ti, grafite!

Ele já grafitou na Europa e na Ásia e hoje parte para uma viagem de descobrimento em que pretende deixar sua arte por seis países da América Latina – Paraguai, Uruguai, Argentina, Chile, Peru e Bolívia. Pas Schaefer gosta da aventura e da troca que essa experiência vai lhe proporcionar não apenas para seu currículo, mas também para sua vida de viajante.

“Eu precisava fazer algo inédito, sair da minha zona de conforto”, diz Pas Schaefer, grafiteiro e viajante. Criou um projeto de crowdfunding no Catarse em que ele explica como vai acontecer a sua sobrevivência. Ele vai dar aulas e se misturar às comunidades locais e buscar oportunidades para mostrar seu arte, ao mesmo tempo em que aprecia paisagens e natureza (abaixo, no vídeo, ele explica o projeto).

Para cada cinco ou sete dias no ambiente urbano das cidades, Schaefer vai passar até dez dias em locais mais afastados. “Estou muito interessado em entender os movimentos migratórios na América Latina”, diz. Ele quer deixar “um bom grafite em cada país” e voltar a tempo de comemorar o aniversário da mãe em junho (na foto com ele abaixo, de blusa preta).

Os amigos foram se despedir de Pas Schaefer na Ponder 70, galeria que ele co-fundou e o representa

O artista plástico também volta cheio de ideias para produzir sua arte no Brás, a partir das experiências vividas na viagem. A ideia é fortalecer uma de suas metas que é tornar o bairro um grande polo de grafites e murais inteligentes.

Nesse mesmo endereço paulistano, ele conduz projetos de revitalização e alimentação consciente, como o Rango Ninja, que organiza em seu ateliê Casulo 88, às quartas-feiras. Fantástico! Vamos acompanhar e contribuir!

O projeto está aqui

A viagem de Pas Schaefer nas redes sociais

Insta
@passchaefer
@voaoficial

Facebook
Pas Schaefer
Voavoa

 

 

 

 


RELATED POST

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTAGRAM
PINTEREST