READING

Mar-a-Lago: a Casa Branca de Donald Trump na Flóri...

Mar-a-Lago: a Casa Branca de Donald Trump na Flórida

A americana Marjorie Merriweather Post (1887-1973) andava pela “selva” de Palm Beach, cidade ao sul da Flórida em 1924, à procura de um terreno onde pudesse construir um imóvel de grandes proporções com inspiração na arquitetura mediterrânea. Três anos depois, a herdeira de uma fábrica de cereais abriu as portas de Mar-a-Lago, para uma infinidade de festas e bailes beneficentes que encantaram a sociedade americana.

Ao morrer, deixou a propriedade para que pudesse ser usada por presidentes americanos, mas a manutenção do espaço era muito onerosa (US$ 1 milhão por ano) e ela foi devolvida à fundação da família. Marjorie mal poderia imaginar que, em 1985, Mar-a-Lago seria comprada pelo empresário americano Donald Trump e que, em 2017, o local seria a Casa Branca na Flórida – de onde ele despacha e decide os rumos da economia global, desde que foi eleito presidente dos Estados Unidos.

578805_81_61449_UQbVpdFPF

Mar-a-Lago simboliza a era de ouro do jazz americano e foi declarada National Historic Landmark em 1980

6a00d83454ab7169e20167678c3512970b-500wi

Marjorie Merriweather Post herdou fortuna de US$ 250 milhões aos 27 anos e se transformou na primeira empresária americana do setor de alimentos

garden-parties-web-lr_sxgom7w

Festinha nos jardins de Mar-a-Lago frequentada pela alta-sociedade americana

East

Mar-a-Lago foi construída durante três anos (entre 1924 e 1927) pelo arquiteto americano Marion Sims Wyeth

578807_81_61449_djVXQt7UA

Detalhe de um ambiente interno de Mar-a-Lago, decorado com muita opulência e referências do século passado

West

A arquitetura da mansão é mediterrânea e os interiores, projetados por Joseph Urban, relembram palácios europeus

UNITED STATES - JANUARY 22: Aerial view of Mar-a-Lago, the oceanfront estate of billionaire Donald Trump in Palm Beach, Fla. Trump and Slovenian model Melania Knauss will hold their reception at the mansion tonight after their nuptials at the Episcopal Church of Bethesda-by-the-Sea. (Photo by John Roca/NY Daily News Archive via Getty Images)

Vista aérea de Mar-a-Lago, que foi comprada e remodelada por Donald Trump em 1985. A recepção do casamento do presidente com Melania aconteceu ali

Originalmente, a casa ocupava cerca de 60 mil metros quadrados com 118 salas, 58 quartos e 33 banheiros. Marion Sims Wyeth (1889-1982), arquiteto da alta sociedade americana, projetou a mansão misturando estilos. Mas foi o designer de interiores Joseph Urban (1872-1933), vindo de Viena trazendo um estilo pouco conhecido ainda na América – o art déco – que Mar-a-Lago tornou-se referência.

urban

Joseph Urban (1872-1933) nasceu em Viena e trouxe o Art Déco para América. Além de decorar Mar-a-Lago, fez cenários para Metropolitan Opera e Ziegfeld Follies, entre outros projetos nos Estados Unidos

Urban revestiu muitas salas com ouro, pedra polida, mármore e azulejos portugueses antigos. Ninguém economizou (custo estimado da casa na época: US$ 7 milhões). A inspiração foram os palácios europeus, com muito dourado, tecidos finos e pé-direito de 42 metros. O banheiro de mármore rosa de Marjorie Post era tão grande que ela se trocava e despachava dentro dele pela manhã.

pink-gold-bathroom-web-lr_2jqwhfv

O banheiro de mármore rosa de Marjorie permanece como a herdeira deixou antes de morrer

canopy-bed-web-lr_xaoadma

O quarto da filha de Marjorie, a atriz Dina Merrill, com cama e estrutura de ouro, projetada por Joseph Urban. Depois do sequestro do bebê Lindbergh, a magnata colocou um segurança na porta do quarto da filha

578798_81_61449_HMT8Z9k5r

Uma das salas de jantar de Mar-a-Lago foi restaurada por Ivana Trump, a primeira mulher do empresário, e permaneceu com a aparência de um palácio romano, com cores douradas e mesa de mármore

578796_81_61449_ABcPgu3ND

Quando Donald Trump comprou Mar-a-Lago, ele era casado com Ivana. Marla Maples, a segunda mulher, também frequentou a mansão e Melania hoje reina absoluta como a rainha da propriedade

Assim que Mar-a-Lago foi colocada à venda, Trump fez uma oferta de US$ 25 milhões às herdeiras. Elas acharam muito pouco. Ele ameaçou construir um prédio bem feio na frente para bloquear a vista e acabou adquirindo a construção histórica por US$ 5 milhões – e mais US$ 3 milhões pela mobília e antiguidades.

O empresário quis construir pequenas vilas que pudessem ser comercializadas, mas não conseguiu. Ao tentar construir um clube, foi recriminado pela sociedade local e acusou os vizinhos de xenófobos, porque clubes privados (à época) não aceitavam negros e judeus. Finalmente ele foi aceito e fez piscina com vista para o mar, dois salões de baile, spa, seis quadras de tênis e cabanas de luxo à beira-mar. Aposentos privativos para sua família, filhos e netos são reservados. Novos membros pagam US$ 200 mil pelo título, e quem autoriza é o próprio Trump.

gettyimages-633847024

Donald e Melania Trump chegam para baile de gala em Mar-a-Lago no dia 4 de fevereiro. Vizinhos antes incomodados com o trânsito na região, agora se rendem ao homem mais poderoso dos Estados Unidos

O presidente eleito continua frequentando Mar-a-Lago com a família e despachando do sul da Flórida, no que ele batizou de “Southern White House” (Casa Branca do Sul), enquanto a imprensa chama de Winter White House (Casa Branca de inverno). Até para batizar o seu refúgio, ele criou uma polêmica.


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

INSTAGRAM
PINTEREST